Primeiro Mundo


(19) 3329-7001

My Twitter Updates

twitter Follow wooss on Twitter
Serviços Plano de saúde da piscina

Plano de saúde da piscina

E-mail Imprimir PDF

peq_logo-qap
São serviços específicos e exclusivo para piscinas,  que engloba desde uma verificação preliminar  até o monitoramento constante. Oferecemos este serviço conforme a necessidade do cliente como o monitoramento mensal,  bimestral e trimestral, consulte e estenda a garantia de seus equipamentos e a qualidade e segurança dos usuários.

Faça seu cadastro e receba informações de como cuidar de sua piscina tanto para limpeza física como para limpeza química  e dicas importantes.
O que vem a ser uma água Quimicamente Balanceada?

Profissionais que tenham tido longa experiência com piscinas sabem quais os prejuízos que a água pode causar quando em contato com concreto, resinas, tintas, metais etc. A água pode corroer ou manchar essas superfícies e pode depositar escamas, tornando-as ásperas e feias. A água que faz esse tipo de estrago é chamada de Quimicamente Desbalanceada, enquanto que a água que não causa danos é chamada de Quimicamente Balanceada.  A água corrosiva é "agressiva" e tenta dissolver o concreto e corroer os metais. Ataca escadas, aros de iluminação, filtros, bombas, tubulações e trocadores de calor de cobre etc. A água balanceada não é agressiva.
Um dos sinais típicos para se detectar desde logo o desbalanceamento químico da água é a formação de manchas -- depósitos nas superfícies da piscina -- de sais de ferro (Marrons) ou de cobre (Azul/verde/cinza/preto). Isso não existe com água balan¬ceada. Quando a água está com dureza de cálcio muito elevada, nota-se a formação de escamas, numa tentativa da água em precipitar carbonato de cálcio em excesso. Além de serem feias, as escamas irão se depositar no interior das tubulações e irão entupir os filtros da piscina. A água balanceada não irá formar essas escamas.
A meta óbvia, portanto, é manter a água da piscina quimicamente bem balanceada para evitar má aparência e danos que irão custar muito caro. E isso é possível se con¬trolarmos os fatores  ou os parâmetros que determinam o balanceamento químico da água: o pH, a Dureza de Cálcio, a Alcalinidade Total, a Temperatura e a TDS - Quantidade Total de Sólidos Dissolvidos. De uma maneira geral, Temperatura e TDS têm uma influência menor no correto balanceamento químico da água.

Os três parâmetros básicos do Balanceamento Químico:
1.    pH
•        Limites sugeridos:  7.2 até 7.8
2.    DUREZA DE CÁLCIO
•    Limites sugeridos:   200 até 300 ppm
3.    ALCALINIDADE TOTAL
•    Limites sugeridos:   80 até 120 ppm

O QUE É, EXATAMENTE, A "SANITIZAÇÃO?
•    SANITIZAÇÃO  é a redução significativa -- de 99.9% ou mais -- do nível de microrga¬nismos (células vivas tão pequenas que só podem ser observadas com auxílio de mi¬croscópio) para que a água fique conforme com as normas oficiais de saúde.
•    SANITIZANTE  é o produto químico ou o dispositivo que mata ou desativa os micror¬ganismos eventualmente presentes na água de piscinas e Spas.

A AÇÃO QUÍMICA DO CLORO:
•    Definido como um Sanitizante, o Cloro destrói microrganismos. Entretanto, também executa outra importante função: a de Oxidante.
•    Essa oxidação é a "queima" de con¬taminantes orgânicos introduzidos na água pelos usuários da piscina, tais como cabe¬los, loções para corpo, desodorantes, loções para cabelo e corpo, etc. e por fatores externos, como poeira, folhas etc. Estudos demonstram que apenas 10% do Cloro é necessário para a Sanitização (matar microrganismos), enquanto que 90% é usado para oxidação.
•    Matérias orgânicas e microrganismos consomem Cloro. Esse consumo é chamado de "Demanda de Cloro"  e é definido como a quantidade de Cloro que reage com esses contaminantes até que estes sejam inteiramente consumidos, deixando o restante do Cloro sem precisar reagir quimicamente por oxidação.

Examinando as causas da Demanda de Cloro
•    Microrganismos são células vivas muito pequenas para serem observadas a olho nu. São constantemente introduzidas na água pela chuva, pelo vento e pelos usuários da piscina. Bactérias, Algas, Fungos e Vírus são alguns tipos de microrganismos que preocupam, sendo que de todas elas, as bactérias são as mais nocivas. A maioria dos microrganismos são inofensivos ao ser humano, porém alguns são portadores e/ou causadores de doenças e infecções. Se não forem mortos, podem ser transmitidos aos usuários.

Alguns tipos de cloro:
1.    Gás Cloro
GÁS CLORO + ÁGUA  .   ÁCIDO HIPOCLOROSO + ÁCIDO MURIÁTICO
[CL2]       [H2O]          [HOCl]            [HCl]

2.    Hipoclorito de Sódio
HIPOCLORITO DE SÓDIO + ÁGUA   .   ACIDO HIPOCLOROSO + ION DE SÓDIO
[NaOCl]           [H20]           [HOCl]         [Na+]

3.    Hipoclorito de Cálcio

HIPOCLORITO DE CÁLCIO + ÁGUA   .    ACIDO HIPOCLOROSO + ÍON DE CÁLCIO
[Ca(OCl)2]           [H20]           [HOCl]         [Ca+2]

4.    Tricloro-s-triazinatriona [ácido tricloroisocianúrico (TCCA)]

TABLETES  DE  TCCA  +  ÁGUA    .  ACIDO HIPOCLOROSO  +  ESTABILIZANTE
[TRICLORO]      [H20]             [HOCl]    [ÁCIDO CIANÚRICO]



QUAL A DIFERENÇA ENTRE A ÁGUA DE PISCINAS E DE SPAS?
A água de Spas difere da água de piscinas em dois aspectos: Temperatura (40oC) e Volume. Examinando esses dois aspectos entenderemos os problemas e desafios que se apresentam no tratamento da água de Spas:


TEMPERATURA
•  Maior tendência para formar escamas.
•  Evaporação causa alta acumulação de
TDS (Quant.Tot.de Sólidos Dissolvidos)
• Tendência à contaminação p/ bactéria   Pseudomonas Aerginosa.
•  Alta formação de resíduos orgânicos.
•  Reações químicas mais rápidas



PEQUENOS VOLUMES
•  Maior velocidade de filtragem (giro  da água a cada 25 minutos)
•  Elevada carga de banhistas
•  Dosagem química delicada
• Baixas reservas totais de produto sanitizante.
•  Flutuações constantes do pH

Joomlart