Primeiro Mundo

Tel: (19) 3329-7001

Interatividade Notícias Entre uma caixa azulejada e uma piscina saudável

Entre uma caixa azulejada e uma piscina saudável

Faça chuva ou faça sol, a vontade de ter uma piscina acompanha o sonho de ter uma casa própria.

Porém, ao contrário do que muitos defendem, o vale-tudo para sua construção apresenta muitos inconvenientes. Somente um bom projeto aumenta o valor do imóvel em 20%, um índice que comprova o quanto vale o investimento, seja na concepção e construção de uma nova, como na reforma de uma piscina já existente.

O sonho de ter uma piscina é forte, e o consumidor acredita que a melhor opção é aquela com “o menor preço”. E no vale-tudo para realizar o projeto, acaba preferindo uma simples “caixa azulejada de água”, acreditando que terá uma piscina saudável e de qualidade com os padrões e a tecnologia de primeiro mundo.

Quem segue esse critério de avaliação para escolher um projeto de piscina está cometendo um engano muitas vezes irreparável. A má escolha dos materiais e componentes pode gerar uma frustração durante seu uso. E inconscientemente, o mercado e seus consumidores vão transmitindo essa cultura. Ou seja, a preferência pelo menor preço é repassada a outras pessoas e, sem perceber, o problema de um passa a ser o problema de todos.

Seguramente, para obter um bom projeto de piscina, essa cultura não funciona. A escolha dos equipamentos e acessórios é um dos grandes desafios que o mercado oferece atualmente para quem preserva as normas de qualidade. Apesar dos avanços da engenharia brasileira, dos grandes projetos arquitetônicos e das tecnologias lançadas pela indústria da construção civil, poucas inovações são encontradas no segmento de Piscinas. A maioria dos projetos resulta em uma caixa de água azulejada, que utiliza equipamentos precários e os mesmos processos de limpeza e manutenção adotados há 20 anos.

A Primeiro Mundo defende a transformação da indústria de Piscinas. A empresa assume uma postura diferenciada de serviços, incentivando no Brasil uma nova cultura em sua construção, uso e manutenção. Para tanto, a empresa lança no mercado brasileiro, a cada ano, novos produtos, equipamentos avançados e sistemas que proporcionam economia de energia e mão-de-obra.

As primeiras inovações introduzidas no Brasil pela Primeiro Mundo começou em 1989, com o lançamento do clorador eletrônico e robô de limpeza . Desde então, assumiu um processo evolutivo irreversível. Suas iniciativas estão transformando o segmento de Piscinas e, conseqüentemente, a vida de seus usuários, com equipamentos e serviços que permitem instalação em obras novas ou reformas, baseando-se em sistemas exclusivos sem similares automatizados. A saúde da água é preservada rigorosamente, contando com laboratórios especializados, que fazem análises criteriosas e aprofundadas.

Este ano, a empresa avança ainda mais em suas metas, com o desenvolvimento da Metodologia Q.A.P., que envolve as três fases prioritárias para preservar a qualidade da piscina.  E o melhor de tudo: o uso de tecnologias sofisticadas, equipamentos inovadores e metodologias laboratoriais preservam a boa saúde da piscina, sem afetar a beleza do projeto e o conforto do usuário.

Porque a sofisticação e os avanços tecnológicos da Primeiro Mundo preservam o lazer e o bem-estar, e se mantêm ocultos. Mas é possível detectar sua presença no primeiro mergulho, na primeira sensação de uma piscina limpa, livre de detritos e na temperatura ideal.

Portanto, a escolha é sua: manter sua caixa de água azulejada ou valorizar seu patrimônio e o bem-estar de toda a família com a Metodologia Q.A.P. e a qualidade garantida Primeiro Mundo.

(*) Por Ademir C. Venesi - diretor da Primeiro Mundo – Tecnologia em Piscinas

Primeiro Mundo Tecnologia em Piscinas - Telefone: (11) 4688-1515
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. - www.primeiromundo.com.br

Informações para a Imprensa
Silvana Baierl – Tel.: (11) 9680-5944 – Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.


 

 

Joomlart